Sobre ser solteira e conservar princípios

A pergunta era: “Quantas aqui sonham em se casar e construir uma família?” O número era cerca de 99,9℅ das moças e meninas de mãos levantadas, e algumas até gritavam, batiam os pés e se sacudiam de ansiedade. Isso na década de 90. Com a chegada do século XXI esse número começou a mudar gradativamente. E isso é preocupante e eu já vou explicar o porquê. Mas em cada palestra ou reunião de moças que participo, tenho notado esse número desaparecendo cada vez mais e no lugar dos gritinhos assanhados e empolgados agora notamos expressões faciais de repulsa imediatas.

Juntamente com essas reações de repulsa nasceram comportamentos diversos entre as meninas logo cedo. Elas trocaram os bebezinhos da estrela por Barbies com carrões e umbigo à mostra. Trocaram as panelinhas pelo Ken saradão, que vem dar “uns pegas”na Barbie e vai embora sem compromisso algum. E nessa brincadeira elas dirigem empresas e namoram capachos que elas mandam e desmandam. Elas não acham mais atraente a vida dentro de um lar e ter um filho passou a ser sinônimo de estragar o corpo malhado.

“A família é a base para a procriação humana dentro dos princípios de Deus”

A bíblia revela o caráter e o coração do Criador e em toda ela podemos notar o anseio e o propósito de Deus voltado para a família “sede férteis, multiplicai-vos e enchei a terra…” Gn 1:28. Está descrita em toda sua palavra seu amor pela família e certamente a família é um presente do Criador para a humanidade. A família é a base da procriação humana dentro dos princípios de Deus, o Eterno Criador e Senhor.

E é ai onde mora a preocupação!                                                                                           No Japão há um grande temor diante de uma estatística. Em várias pesquisas realizadas entre japoneses de todo o país, mostra que eles preferem cantar em karaokês que fazer sexo. Esse desinteresse do japonês por sexo está preocupando a muitos, pois se continuarem assim dentro de alguns anos o povo japonês estará extinto. Aqui no Brasil isso não é possível. Desse mal não morreremos nem seremos extintos, pois o brasileiro é um povo ” caliente”demais. Porém, o nosso lado preocupante é que mesmo sem interesse por construir e amar uma família e zelar do lar, o “descontrole”da natalidade só cresce e junto cresce o número de crianças abandonadas para adoção e até em latas de lixo, cresce também o número de filhos sem pais e cresce o número de menininhas que abandonaram as panelinhas pelos carrões grávidas e o número de feministas que odeiam “machos” e familia tradicional lutando pelo direito de matar o filho dentro da barriga. O aborto clandestino é outra estatística crescente juntamente com a luta pela quebra dos princípios biblicos que tanto nos protege de números tão assustadores. Eu não vou me estender aos números crescentes de divórcios, consequências de filhos revoltados e procura por tratamento psicológicos.

Cada movimento deveria responder pelas consequências das ideologias que pregam 

A questão que paira é que os movimentos que lutam para destruir princípios, lutam por leis para abrandar as consequências. Como as feministas que pregam o ódio por todo ser do sexo masculino e lutam pelo direito de abortar. Elas engravidam de quem? Já que querem o direito de abortar não somente em casos de estupro. Se pensarmos em cada movimento respondendo pelas consequências de suas ideologias, talvez não haveria ideologias tão agressivas à moralidade. Se o movimento seduz meninas a não serem mães de familia (isso é escravidão para elas) o mínimo que deveriam fazer por essas meninas seria ensiná-las a se guardar. Mas suas ideologias unem revolta e promiscuidade.

Mas o movimento feminista foi apenas um exemplo de mentalidade e quebra de princípios. Quero convidar a cada conservadora solteira que ainda anseia em se casar para refletir sobre sua motivação. Você quer formar uma família? Dentro dos princípios bíblicos ou com sua “esperteza”?                                             Tão preocupante quanto ter uma nação formada por moças que não querem uma família mas engravida, é o número de moças suspirando por um casamento sem compreensão do propósito. Sem um propósito, no fundo, no fundo essas moças estão sonhando com uma bela cerimônia com tapete vermelho para desfilar e com um homem, não com casamento e esposo. Sonham em ter suas carências supridas, seus desejos sexuais realizados sem culpa e com contos de fadas, como se casamento fosse hospital para curar dores. A verdade é que essas moças estão fugindo de si mesmas e correndo o risco de construir um familia tão frustrada quanto a familia com base na imoralidade.

É impossível pular de uma vida de solteira fracassada para um casamento de sucessos

Moça, não fuja de ser solteira. Essa é você! Constituir família é um principio bíblico sim! Mas sua familia e casamento podem depender do que você planta agora. Plante o fruto do Espírito (Gl. 5:22), plante a sabedoria que vem do alto (Tiago 3:17-18), se tiver que plantar em lagrimas para colher com alegria (Sl. 126:6) que seja feito com paciência esperando no Senhor. Plante intimidade com Deus, se alegrando nEle (Sl. 37:4)… É tempo de conhecimento, de observar o que é certo e o que é errado, tempo de aprender a hora de falar e a hora de calar. Silencie-se por um tempo, observe! Olhe para as casadas que constroem coisas boas, as que vale a pena imitá-las, olhe para as tolas e veja o que não deve fazer. Plante!!! Não é seu tempo de viver de namoro e curtição. Não se iluda de pular de uma vida de solteira fracassada para um casamento de sucesso. Esse é o seu tempo! O tempo que te dar tempo de escolher fazer a coisa certa, de observar o caminho certo para não estar encalhada em um casamento errado, isso sim é ser encalhada.             A solterice é o tempo do privilégio de escolher fazer o que é certo! É o tempo de dizer: Ainda é tempo de dar certo. Por isso não fuja de ser solteira enquanto você ainda é essa solteira e muito além de uma bela cerimônia você terá um matrimônio. 

 E bem quisera eu que estivésseis sem cuidado. O solteiro cuida das coisas do Senhor, em como há de agradar ao Senhor; 1 Cor 7:32  

Forte abraço e LEVANTE-SE E PLANTE MENINA!

 

Anúncios

Minha paixão por um imoral

Acredito que todas já ouviram essa frase em forma de conselho: “Se ele é um bom filho, será um bom esposo”. Mas não é bem assim não! Ah meu Deus lá vem a doida tentar desfazer uma crença de anos e anos de tradição!!!                      Até acredito que todo bom marido tenha sido um bom filho, mas nem todo bom filho está isento de se tornar um imprestável com as mulheres.

Hoje venho de experiência pessoal. Isso mesmo, dando a cara a tapa, me revelando, exposição total, abrindo meu coração, desabafando… Hahaha          Há um tempo atrás conheci um rapaz durante uma conferência em Minas Gerais. Rapaz que me levava a encher a boca com orgulho pra falar: Ele é HOMEM!!!                                                                             Eu já me sentia livre da carência paterna que me levava a me sentir atraída por homens mais velhos, porém a forma que ele amava uma filha que ele teve na adolescência, contribuiu bastante para meu encanto. 

Resolvemos nos conhecer melhor e nas primeiras semanas de muitas conversas foi só encanto. Muito atencioso, bem humorado, maduro, cuidadoso, preocupado em me ajudar e cuidar, uma forma de assumir uma mulher que…aiii… Um encanto de homem! Eu amava ouvi-lo falar do pai e de como era importante pra ele visitá-lo toda semana e passar tempo conversando com ele até que os dois pegassem no sono no sofá. Lindo perceber que ele tinha orgulho de ter cuidado da mãe até a morte e do quanto ter levado os irmãos mais jovens para morar com ele contribuiu para ele ter uma vida decente por querer dar bons eexemplos e de como era bom ter o quarto da filha ao lado do dele. Eu sempre fui uma bobona encantada pelas coisas simples.

Como não morávamos no mesmo estado, passamos horas no telefone e o dia inteiro trocando mensagens. Ao contrário do que muitos acreditam, relacionamento à distância não nos livra em nada de “cair em tentações”, ao contrário. Em todo caso de não houver vigilância o fogo se alastra e quando se encontram os dois podem ir com muita sede ao pote. E no meu caso o tempo nos deixou armados e pensando nesse reencontro. Enquanto nos empolgávamos com os relatos sobre nossas experiências espirituais, de como tudo começou e sobre tudo que já compreendemos nos versos bíblicos, tudo era puro. Mas sempre nasce o desejo de saber mais e mais da vida íntima e com isso o primeiro passo é a percepção de uma respiração mais intensa do outro lado da linha.

Parece bom, gostoso e o óbvio a se viver quando há atração entre duas pessoas. Até que aquelas sensações tão prazerosas de sentir através da respiração que o outro te deseja, se torna uma obsessão para que um queira sempre mais. É um caminho armado e sem volta direto para uma vida de pecado.

Como em todo relacionamento criamos hábitos e um deles era trocar mensagens até dormir. Como sempre, com o tempo a intimidade cresce e a curiosidade também. Super natural! Só que é chato quando o outro insiste em tocar em assuntos que faz tudo esquentar e de repente você nota que a conversa nem flui mais e tudo que rola é uma insistência para fazer do “lance” um estímulo sexual enquanto você ainda vive e insiste no romance.

O hábito de conversar até dormir começou a mexer com a mente do rapaz e a me incomodar muito. O sono do cara parecia não chegar e sempre repetindo a pergunta: ” Já está na cama?” e com o tempo surgiam outras tipo ” Como você está vestida?” e eu já muito apaixonada para conseguir cortar o assunto de vez. Já não havia diálogo, nem rizadas, nem aquela atenção e preocupação e o carinho parecia ter se transformado em desrespeito.

A paixão, o encanto nos faz fantasiar demais, nos cega e nos faz ver amor onde não tem. E se você sofre de baixa auto estima, vai sempre achar que tem que ir aceitando tudo por não merecer nada melhor e aceitar o que você não quer só irá detonar ainda mais seus sentimentos.

Com isso tudo foi bem difícil  dar um basta naquele relacionamento que não me agradava em nada. Até o momento que ficou bem claro que  ele queria me usar como um estímulante sexual.

A indignação por esse comportamento imoral foi fundamental para tomar a decisão que tanto evitei e essa decisão gerou em mim uma força indescritível e a certeza de que eu não preciso negociar meus princípios pela atenção de um homem imoral.

Como eu estava apaixonada foi um tempo difícil, ele estava totalmente disponível e eu totalmente solitária e a amizade e a atenção que ele me oferecia me fez muita falta. As noites ficaram vazias e eu pensava muito nele. Mas eu estava decidida a não negociar. Sentir falta e chorar nesse caso é  quase inevitável mas resistir fortalece.

O Criador nos fez belas não para sermos estimulante sexual para marmanjos

O que as moças cristãs tem que entender é que estar em um relacionamento com base na santidade exige muito mais que a decisão de esperar o casamento, exige muita cautela. Em muitos casos não há relação sexual mas há o estímulo e algumas moças nem notaram que são apenas objetos e estimulante sexual para rapazes. E levar a imoralidade para o casamento é pedir para viver a desgraça.

Não é fácil vencer ou dizer não quando há uma carência ou uma solidão.  Mas será mesmo que vale a pena viver o descontentamento de quebrar princípios por alguém que só massageia seu ego e sua carne e não incentiva em atitudes sua vida com o Eterno?

Quero te encorajar a vencer e a dizer NÃO. E se por ventura você já venceu e aprendeu algo, quero te encorajar a compartilhar sua experiência pois existe muitas precisando da força que você já manifestou e do aprendizado que você já teve. Não tenha medo ou vergonha! Existem muitas meninas precisando enxergar a armadilha atrás do encanto e muitas outras buscando a força que está em você para dizer NÃO.  Por isso CONTE! Se preferir escreva.

Forte abraço e LEVANTE-SE MENINA

Bela e recatada em qualquer ocasião

Olá gurias, essa é minha primeira postagem aqui no Blog, irei sempre conversar com vocês sobre moda conservadora, vou apresentar vários looks para que vocês possam se inspirar, e assim ficarem cada vez mais lindas e não perderem a essência conservadora de ser.

Gurias, como essa é minha primeira publicação, irei fazer uma breve apresentação sobre mim, me chamo Júlia, mas podem ficar a vontade para me chamar de Jú, tenho 23 anos, sou cristã Batista e moro no Sul do Brasil, ao longo das  minhas postagem iremos nos conhecer melhor. Agora vamos direto ao que mais interessa (risos).

As fotos abaixo, mostram looks mais despojados, onde se pode usar em várias ocasiões, tanto para ir a um parque no domingo, quanto para passear no shopping. Vestidos e tênis estão super em alta, e realçam bem a beleza das meninas que não são tão chegadas em salto alto.

taylor_swift__for_keds_the_brave_girls_on_february_12_2013_ssim1wur-sized

como-usar-looks-tenis-saias-vestidos-evangelicas-virtuosas-com-estilo-5

dca88184e3bb2d4e53de1680f383361b

E pras gurias que preferem mais o estilo saia e blusa, está aí uma dica bem bacana, e se você quiser usar uma saia jeans, sugiro que troque a jaquetinha por uma de couro, que também ficaria bem interessante e estiloso.

como-usar-looks-tenis-saias-vestidos-evangelicas-virtuosas-com-estilo-16

Então é isso meninas, espero que tenham gostado, a gente se encontra toda segunda. Qualquer dúvida ou sugestões, só deixar nos comentários que vou respondendo nos nossos próximos encontros.

Fiquem na paz.

Beijão!

EM BUSCA DA VERDADEIRA FEMINILIDADE

A feminilidade refere-se a uma característica, particularidade, tem a ver com comportamento feminino, não apresentando nenhuma relação com o movimento feminista, levando em consideração que o feminismo milita contra a feminilidade na medida em que estimula mulheres a terem comportamentos masculinos.

Feminilidade é algo que pertence somente as mulheres, não tendo nenhuma relação com sensualidade. Ao longo dos anos ser sensual era considerado atitude imprópria que somente mulheres vulgares possuiam, hoje em dia, devido a modernidade, ser sensual passou a ser visto como algo indispensável, que todas as mulheres deveriam buscar, mas será que ser sensual é bom? Querer usar o corpo como mercadoria é bom? Ofertar o corpo como carne em liquidação é realmente algo indispensável para as mulheres?

Nesse sentido, mulheres não precisam utilizar-se da sensualidade para serem belas, ser sensual significa adotar comportamentos ou gestos que almejam estimular e despertar atração sexual de outrem. Mulheres inseguras tendem a serem sensuais, pois visam prender e obter presas fáceis, buscam alimentar seus egos, querendo ter controle sobre homens, além disso satisfazer a própria vaidade, são egoístas e incapazes de pensar no próximo.

Segundo Gálatas 5:19 “[…]as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia”. Logo a sensualidade é obra da carne, tudo o que for pecaminoso leva para a destruição. Uma mulher sensual possui um coração maligno, é carnal, imoral, nela o espirito santo de Deus não habita.

O pregador Paul Washer faz a seguinte apelação “Fujam da sensualidade, pois a sensualidade é somente um anúncio público da condição do coração. Fujam disso!E moças, fujam da sensualidade, fujam da sensualidade achada em rapazes, pois está lá também. Se qualquer um se veste ou age de modo a promover a moldura de seu corpo, é sensualidade.É sim!”

Mulheres podem ser lindas e elegantes, sem serem sensuais, pois Deus deu a cada uma beleza natural que advém da feminilidade.

A busca da verdadeira feminilidade transforma meninas em grandes mulheres, que sabem se valorizar, que se amam, e acima de tudo entendem que não precisam usar roupas imorais para serem amadas, pois percebem o quão são inteligentes.

A biblía estimula mulheres a serem belas, sem precisar ser sensual, a buscarem virtude, em Provérbios 31:10 diz: “Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis”.

Com isso, finalizo dizendo, homens não será o físico que permanecerá em uma mulher e sim a virtude que ela possui.

Moças, o que vocês querem, ser apenas um pedaço de carne descartável ou ser a mulher ideal? Sim, aquela jóia preciosa, que será encontrada por alguém de grande valor?

Receita: Brigadeiro de Palha Italiana

Eis a nossa primeira receita.

Para iniciar as postagens do blog, decidimos indicar uma receita, que ao contrário do que muitos pensam não é nem italiana e muito menos portuguesa, a receita é brasileira.

Sim, o doce é genuinamente brasileiro, tendo origem no sul do Brasil, apesar de ser brasileiro, também sofreu influência da culinária portuguesa e italiana.

Postamos a receita, pois sabemos que é uma receita desejada e consumida pelos brasileiros, tendo também valor histórico

 

Brigadeiro de Palha Italiana

Ingredientes:

1 lata de leite condensado;

3 colheres de sopa de chocolate em pó;

1 colher de sopa de margarina ou manteiga;

2 colheres de sopa de leite;

1 pacote de biscoito Maisena;

Açúcar refinado;

Modo de Fazer:

  1. Misture todos os ingredientes, exceto o biscoito Maisena e o açúcar refinado, depois de tudo misturado acenda o fogo baixo (fica mais fácil misturar antes de acender o fogo),
  2. Continue misturando até engrossar e chegar ao mesmo ponto de um mingau. Desligue o fogo.
  3. Triture o biscoito Maisena no liquidificador;
  4. Adicione o biscoito Maisena triturado no liquidificador (essa adição pode ser feita à gosto, tem pessoas que preferem mais biscoitos e outras menos, não pode ser mais de um pacote e nem menos de meio pacote).
  5. Leve a geladeira por uma hora, após coloque margarina nas mãos para enrolar o brigadeiro.
  6. Reserve uma vasilha com açúcar refinado e passe os brigadeiros por ela e está pronto.

Gostaram da receita? Quem fizer conta depois o que achou?