A ridicularização das revolucionárias parte 2

Devido à repercussão do primeiro texto e a amplitude do assunto, resolvi dar continuidade. Para quem não leu da uma olhadinha nele aqui. Mas antes quero compartilhar um desabafo que, para mim, resume todo o assunto.

“Ativistas Malucas!!! Eu Só Queria Ser Esposa, Mãe E Dona De Casa.
Odiarei Vcs Para Sempre, Me Roubaram O Direito De Escolha, Hj Sou Escrava Da “Liberdade” Que Vcs Me Impuseram. A Mesma Que Me Oprime E Me Cansa!!!…Eu Só Queria Acordar Tds Os Dias Bem Cedo Pra Colocar A Mesa Do Café Da Manhã E Poder Voltar Pra Cama Só Mais Um Pouquinho Pra Cochilar Qd Todos Saírem…Eu Só Queria Ter Tempo Pra Fz Ginástica, Ioga Ou Dança De Salão….
Eu Só Queria Ter Tempo De Pensar No Cardápio Do Dia, Na Educação Da Minha Filha, Nos Meus Relacionamentos….Na Minha Vida Com Cristo…No Quanto Posso Ser Ajudadora….
Eu Só Queria Lavar, Passar E Cozinhar Tds Os Dias Ouvindo Musica, Sem Pressa Pq Tenho O Dia Todo Pra Executar Estas Tarefas. Entre Uma Louça E Uma Roupa, Uma Leitura, Uma Prosa Com A Vizinha, Uma Reflexão….
eu só queria ter tempo de passar horas e horas dentro do mercado lendo os rótulos dos produtos, selecionando melhor os alimentos pra minha família….
eu só queria fz bolo com cobertura e receber as amigas a tarde pra conversar sobre filhos, casa, marido, artesanato, música, livros, receitas saudáveis….tardes recheadas por trocas de experiências…momentos de orações, sorrisos…..
eu só queria ter tempo de ir buscar minha filha todos os dias na escola ouvir as melhores história sobre seu dia….e no trajeto passar na padaria e na sorveteria….e qd chegar levá-la pra andar de bicicleta, pra brincar…
eu só queria ter tardes de belezas em casa, usando mascara de argila no rosto enquanto preparo o jantar e surpreendê-los todos os dias com o melhor prato….
eu só queria não ter queixas sobre o dia a dia, o sistema, o salário, o chefe, a colega de trabalho, as vendas, os clientes, o trânsito….
eu só queria ter meu marido como meu chefe, minha filha como minha colega de trabalho e administração do meu lar como minha rotina…
e como salário eu só queria ser abraçada no fim do dia e ouvir vc é a melhor esposa e dona de casa do mundo….. sim mamãe, vc é a melhor mãe do mundo!…..te amamos!! eu só queria não viver os dilemas do mundo moderno, a mulher bem sucedida, esteticamente perfeita, independente, auto suficiente que passa seus dias lutando para se manter no mercado de trabalho, algumas com jornadas triplas, fazendo loucuras por um corpo perfeito, agredindo sua saúde pq precisa estar nos padrões exigidos pela sociedade, se vendo obrigada a ser provedoras de seus lares, carentes, inseguras, imaturas, cheias de conflitos com a criação de seus filhos, insatisfeita com seus relacionamentos, muitas vz reféns de uma vida que elas não gostariam de viver….Eu só queria ter o direito de escolher viver o que ele deixou pra mim desde o princípio….
“Disse mais o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea” Gn 2:18
“Porque o homem não foi feito da mulher, e sim a mulher, do homem. Porque também o homem não foi criado por causa da mulher, e sim a mulher, por causa do homem.” 1 Co 11:8-9
“O que acha uma esposa acha o bem e alcançou a benevolência do SENHOR.” Pv 18:22″  ***

    E não vos amoldeis ao sistema deste mundo,mas sede transformados pela renovação das vossas mentes, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Como servir por meio dos dons. RM 12:2

Não é da vontade do Eterno que sejamos mulheres amargas e resmungonas por causa do cansaço, por estarmos frustradas com o meio corporativo ou sobrecarregadas. Ele é justo e suas leis nos protege daquilo que Ele sabe que não é bom para nós. Também não estamos falando de mulheres de vida fácil, á toa ou preguiçosas. A mulher de provérbios 31, por exemplo, tão citada, era trabalhadora. Mas não deixo de questionar a prontidão para criticar as donas de casa que cuidam integralmente, com lutas e suor, do bem mais precioso da terra, a família. 

São mulheres que não tem nada a perder, seus filhos e esposo, também nada a perder. Elas abriram mão do egoismo de lutar apenas por conhecimento e promoções, mulheres admiráveis que descobriram uma linha tênue entre o servir o lar e ser sexy e a diferença entre a sabedoria e a inteligência. Muito além de espertona ou inteligente, ela é sábia e tem muito a ensinar.

Recebi vários questionamentos sobre o assunto e algumas moças até furiosas afirmando que jamais serão “escravas do lar” e outras dizendo o quanto o feminismo trouxe liberdade para elas. E diante disso o que mais me impressionou foi notar o quanto falar de donas de casa incomoda a muitas. É como se tecer qualquer elogio à ruivas gerasse ofensas à negras e loiras automaticamente. Isso não faz sentido não é mesmo? Mulheres feministas não deveriam se sentir ofendidas diante de elogios à donas de casa. Afinal, empresárias de sucesso, profissionais e até mulheres que se dobram em várias tarefas são enaltecidas pela mídia o tempo todo e um pequeno momento de reconhecimento à essas guerreiras aborrecer a tantos só me leva à certeza de que somos a geração mimimi mesmo.

Afinal, que mal essas mulheres causam? Que vergonha geram diante da sociedade?

Percebi que muitas moças se sentem pressionadas a serem “escravizadas” na cozinha de suas casas e estão muito armadas contra isso. Qualquer toque no assunto protestam bravamente. E essa é a manifestação de um medo de serem reconhecidas como mulheres direitas, apenas se usarem um avental, com um filho no colo, um na barriga e outro no pensamento. Algumas me falaram dessa pressão vindo da sociedade e principalmente da igreja para que sirvam esposo e filhos, sogra, sogro… e serem “lideradas por um opressor”. Calma moça! Não é nada disso!

A bíblia, esse livro profundo que é perseguido e odiado por muitos, tem uns ensinamentos que nos mostra que Deus ao criar seus princípios nos deu armas para viver cada um deles de forma que encontramos o prazer de segui-Lo. E viver longe desses princípios tem tirado a paz inquestionável da vida de muitos. Se formos direcionadas por Deus encontraremos a paz de uma vida plena. Ele nos auxilia na escolha de um bom esposo, homem transformado por Ele que jamais será um opressor. Por isso incentivamos sempre a vida com Deus, como filhos que confiam na sabedoria do Pai ao dizer o que podemos ou não fazer.

Quando existe o amor sacrificial pela esposa, a submissão deixa de ser um julgo e torna-se um prazer

Criticar a bíblia por falar da submissão da mulher é para os que não compreendem que ela ensina os deveres do homem também. Esse deverá amar sua esposa como Cristo amou a Igreja, ou seja,dando por ela. Quando existe o amor sacrificial pela esposa, a submissão deixa de ser um julgo e torna-se um prazer.

A vontade dEle é boa e tudo que Ele criou é bom e nos traz uma paz inquestionável que desfaz todo o blá blá blá que tenta nos convencer de que somos escravizadas, mas na verdade somos filhas que amamos, confiamos e por isso obedecemos. Como no desabafo citado à cima, a paz que aquela mulher queria, ela não encontrava na vida que muitas buscam. E Ele nos proporcionou essa paz e esse conforto. Sim, Ele é bom!

Pra encerrar, quero deixar esse forte segredo que é uma das direções que Ele nos da para viver bem em seus princípios:

17Porém, a sabedoria que vem do alto é antes de tudo pura, repleta de misericórdia e de bons frutos, imparcial e sem hipocrisia. 18Ora, a justiça é a colheita produzida por aqueles que semeiam a paz. Tiago 3:17-18

Não há porque temer e viver armada, se Ele nos direciona a viver bem e sabiamente. Confie que o Senhor te ajuda nas suas escolhas e opressão alguma do sistema entrará na sua casa.

Forte abraço e LEVANTE-SE MENINA!

***Desabafo real postado por uma mãe sobrecarregada. 

Anúncios

4 comentários sobre “A ridicularização das revolucionárias parte 2

    1. Olá Ricarda
      Obrigada por seu comentário. Acredito que o segredo esteja em viver no centro da vontade de Deus ao invés de viver o que o sistema diz que devemos viver.
      “Encontre a felicidade no Senhor e Ele satisfará os anseios do seu coração” Sl 37:4
      Existe uma paz indestrutível em lugares sem a admiração humana.
      Forte abraço!

      Curtir

  1. A mais pura verdade expressa em uma carta.
    Sinto falta dos dias em que servia minha família com tranquilidade, paz e amor. Não que hoje não tenha amor! Mas, a tranquilidade de antes, de cuidar de tudo sem pressa e com paciência, me faz naufragar na saudade de ir as reuniões e festas escolares da minha filha sem me preocupar com os olhares incompreensíveis de todos os colegas, passou longe dos dias corrido que tenho vivido hoje. Cansada, insatisfeita, com formação superior, três pós completas e depressiva por não dar conta de tudo que me é imposto pela sociedade… e as vezes fico me perguntando do que vale isso tudo! Do quê? Se minha família encontra-se hoje acompanhada constantemente pela companhia e conselhos das redes sociais sendo minhas filhas “indiretamente” educadas pela tv, computador e celular, por conta do meu fardo cansaço e falta de tempo de atendê-las???
    Infelizmente é assim!!! Só por Deus.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá Cleide
      Seu comentário retrata a realidade de muitas mulheres dos últimos tempos. Acredito que devido a falta de confiança total naquilo que o Criador quer para nossas vidas nos afastou da paz e nos levou para uma vida de buscas incansáveis por sempre mais. Mas não é sem sentido que busquemos nossos próprios interesses e vivamos tão descontentes e mesmo assim corremos a distancias por que não queremos o que o Criador quer para nossas vidas?
      Acredito que tudo que você fez até hoje foi buscando o melhor para você e sua família e que ainda é tempo de parar e buscar a direção certa em Deus e ai sim SER PLENA. Estar fora daquilo que fomos criadas para ser nos torna várias personalidades incompletas, quando poderíamos ser apenas UMA MULHER COMPLETA.
      Anseio que esse descontentamento seja transformado pela paz de estar onde deveria estar.
      Obrigada pelo seu comentário.
      Que o Eterno te abençoe
      Forte abraço e LEVANTE-SE MENINA!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s