Submissão feminina: a Bíblia é machista?

Muito se questiona à cerca do posicionamento Bíblico em relação ao sexo feminino. Algumas pessoas por vezes demonstram completa objeção à ordenança dirigida às mulheres em textos como o de Efésios 5. 22:24, e são enfáticas em sua oposição, afirmando ser a bíblia extremamente sexista. Será que tal pensamento é coerente? Seria a bíblia um conglomerado de livros arcaicos que evocam a uma suposta limitação do gênero feminino por considerá-lo inferior, menos capacitado, e consequentemente menos digno? Efésios 5 diz:

22 Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; 23 porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo.  24 Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos.

Numa primeira leitura, este texto pode gerar certo espanto ou estranheza para quem ainda não tem um real entendimento do sentido em que foi escrito. Mas adianto: Não, a Bíblia não é machista sob nenhum aspecto. É preciso considerar que a Bíblia foi escrita por homens, mas inspirada por Deus. Tendo Deus por atributos a perfeição e a imutabilidade, e não apresentando qualquer resquício da imperfeição humana, seria incoerente crer que Ele, em algum momento, poderia ser conivente com algo como o machismo.

Em uma publicação futura, falaremos especificamente sobre como a mulher cristã deve exercer essa submissão. Com esse texto pretendemos inicialmente esclarecer o que é a submissão descrita na bíblia; qual é, em contrapartida, a ordenança de Deus para os homens e dar exemplos de textos e personagens, que não apenas comprovam a inexistência do sexismo, como também demonstram o valor da mulher.

O que é, então, a submissão?

O termo submissão empregado nos textos tem sentido distinto do utilizado nos dias de hoje. Em pesquisa ao dicionário encontraríamos significados como: “condição em que se é obrigado a obedecer; sujeição, subordinação, subalternidade”. Olhando, porém, a etimologia da palavra no latim, nos deparamos com: SUB-, “abaixo”, mais MITTERE, “mandar, enviar, deixar ir”¹. Em resumo seria SUB – MISSÃO: Existe uma primeira missão, e uma segunda, posta abaixo. O autor Saul Brandalise Jr. define em uma publicação²:

“Submissão significa estar disposto a fazer a vontade de outra pessoa, mesmo que esta vontade vá contra os nossos próprios desejos e interesses. Ser submisso exige muita humildade, pois significa reconhecer a autoridade de outra pessoa. A etimologia da palavra – seu sentido ORIGINAL- é estar abaixo da missão de outra pessoa. (…) Assim, em escritos antigos (como a Bíblia, por exemplo) submisso significará debaixo da missão, pois esse era seu sentido naquela época. Hoje o seu significado é outro, e tem a ver apenas com obediência inquestionável.”

Em grego, a palavra submissão é hupotasso:

“O Léxico define mais: hupotasso é um termo militar que significa organizar (divisões de tropa) numa forma militar sob comando de um líder. Em uso não-militar, é a atitude voluntária de ceder, cooperar, assumir responsabilidade, e levar a carga.”³

Agora, na sequência do texto bíblico, vejamos o que Paulo diz à cerca do homem:

“25 Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,(…) 28 Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. 29 Pois nunca ninguém aborreceu a sua própria carne, antes a nutre e preza, como também Cristo à igreja; (Efésios 5).

No texto de Efésios Paulo faz uma analogia do matrimônio com o relacionamento entre Cristo e a igreja. A mulher representa o corpo, a igreja; e o homem, o cabeça, que é Cristo. Sim, Deus deu ao homem o papel da liderança, deu a ele autoridade. Mas isso não diminui em nada o valor da mulher. Ora, o que é a cabeça sem o corpo, ou o corpo sem a cabeça? Tem a cabeça valor fora do corpo, ou corpo alguma valia sem a cabeça? (Aqui tem fim a analogia, Cristo é Deus Filho, onipotente e soberano, e não depende em nada do homem). Se o homem é o cabeça da mulher, como Cristo é o cabeça da igreja, pode-se imaginar o tamanho da responsabilidade que Deus deu a ele: Cristo deu a vida pela igreja, por tanto amá-la. E o quão difícil pode ser demonstrar submissão a um homem que ama tanto a sua esposa, a ponto de dar a vida por ela?

Ser submissa requer sim, sabedoria e humildade, pois significa negar o próprio ego. Mas torna-se algo extremamente simples a partir do momento em que ambos, homem e mulher, compreendem o propósito Divino. Ser submissa não é ser escrava ou subalterna, muito menos aceitar qualquer forma que seja de violência, agressão ou desrespeito. O que a Bíblia estabelece então, é o papel de cada um no matrimônio.

O que possibilita um melhor entendimento é a análise dos textos da criação em Gêneses capítulos 1 e 2. Sobre tudo que Deus criou, a palavra nos diz que Ele viu que era muito bom. Com relação ao homem, porém, Ele viu que não era bom que estivesse só: “Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea. (Gn 2.18)”. E assim Deus fez cair um sono sobre Adão e da costela dele formou a mulher. Deus não se agradou da condição do homem, e fez para ele uma auxiliadora, uma ajudadora, para estar com ele em sua missão, em uma submissão. Deus fez o homem do pó, e a mulher, da carne de Adão, para que os dois fossem um só. Separados, homem e mulher são apenas duas metades. Quando se unem em matrimônio, ambos se completam e se tornam uma só carne, não se tratando, portanto, de uma disputa de poder.

Para cumprir a sua missão, que não é menos importante que a do homem, Deus deu à mulher características, dons e talentos próprios, que fazem toda diferença para a família e para a sociedade (leia também: Mulher conservadora e a modernidade). O papel da mulher é sublime: Deus deu especialmente a ela a capacidade de gerar vida em seu ventre. O próprio Deus Filho, ao vir ao mundo em forma humana, foi concebido no ventre de Maria. Como poderia a mulher ser discriminada por Deus?

A mulher também é decisiva no casamento, veja o que diz Provérbios 14.1: “Toda mulher sábia edifica a sua casa; a insensata, porém, derruba-a com as suas mãos”. A mulher tem poder tanto para edificar, quanto para derrubar um lar. Aqueles que convivem no vínculo familiar são testemunhas da força interior que a mulher tem, da sua bravura e determinação. Em momentos difíceis, em que todos são tomados pelo desespero, a mulher permanece firme sendo o esteio, o sustentáculo, o porto seguro de todos, e em especial, do marido. A mulher tem a capacidade de avaliar as situações com mais frieza, cautela e paciência. Com sua força, que vem disfarçada pela doçura, a mulher temente a Deus, consegue se posicionar nos momentos conflituosos pelos quais todos passam, e tem o poder de edificar a sua família. Num casamento bíblico, vivido à luz das escrituras e que tem Deus por alicerce, o que acontece na maioria das vezes, é que o homem torna-se profundo admirador da sabedoria feminina e apegado ao seu aconchego. Num casamento assim, o homem enxerga sua esposa como uma verdadeira rainha.

Deus ama suas filhas com profundo e incondicional amor, e de forma alguma tem por elas menos apreço do que para com os homens.

A mulher é biblicamente impedida de trabalhar, estudar, ou ainda exercer um papel importante na sociedade?

Não. Abaixo estão alguns versículos de Provérbios 31, que falam da mulher virtuosa. Estes versos falam tanto do trabalho doméstico, como também do comercial:

13  Ela busca lã e linho, e trabalha de boa vontade com as mãos. 14 É como os navios do negociante; de longe traz o seu pão. 15  E quando ainda está escuro, ela se levanta, e dá mantimento à sua casa, e a tarefa às suas servas. 16  Considera um campo, e compra-o; planta uma vinha com o fruto de suas mãos.  17  Cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços. 18 Prova e vê que é boa a sua mercadoria; e a sua lâmpada não se apaga de noite.   19  Estende as mãos ao fuso, e as suas mãos pegam na roca. 24  Faz vestidos de linho, e vende-os, e entrega cintas aos mercadores. 25  A força e a dignidade são os seus vestidos; e ri-se do tempo vindouro.26  Abre a sua boca com sabedoria, e o ensino da benevolência está na sua língua. 27  Olha pelo governo de sua casa, e não come o pão da preguiça.

Alguns exemplos de Mulheres que trabalhavam fora ou exerceram algum papel/cargo importante:

  • Lídia era uma vendedora (Atos 16);
  • Débora era Juíza, julgava o povo de Israel, um papel de liderança (Juízes 4)
  • Ester se tornou Rainha e a partir da sua coragem salvou a seu povo; (Livro de Ester).

A bíblia mostra, inclusive, que mulheres sustentaram financeiramente à homens que estavam a serviço de Deus, e não dispunham dos recursos financeiros necessários.

  • A viúva de Sarepta sustentou o profeta Elias (1 Reis 17)
  • Maria Madalena, Joana, Suzana e muitas outras, como o próprio texto diz, que serviam “com os seus bens”. Estas auxiliavam financeiramente no ministério de Cristo. (Lucas 8. 2:3)
  • Marta e Maria que receberam Jesus em casa (Lucas 10.38).

Essas e muitas outras exerceram papel de grande importância. Além disso, a Bíblia narra do início ao fim a história de diversas mulheres. Mulheres que deram exemplo de fé, força e coragem, e ainda mulheres que foram agraciadas com milagres: Sara, Rebeca, Raquel, Rute, Raabe, Ana, Izabel, a mulher do fluxo de sangue, a mulher samaritana, a viúva de Naim, a filha de Jairo, a sogra de Pedro e tantas outras. Todas essas histórias registradas nos possibilitam entender o amor e o cuidado de Deus com suas filhas. Ele nos criou para Seu louvor, honra e glória. Viver aquilo que Deus planejou, não deve ser visto como um fardo. Devemos viver em contentamento de coração, sabedoras do quanto somos amadas e queridas pelo nosso Pai. Ser uma esposa excelente, é uma forma de louvar ao Senhor e a obra que Ele criou. Permitir-se ser amada por ele como Cristo ama a sua Igreja, através de um comportamento piedoso, digno, ordenado, manso e humilde, faz de nós exemplos para um mundo tão pervertido, onde o desamor reina.

É importante saber que o matrimônio que Deus idealizou, só será plenamente vivenciado se a mulher for sábia e prudente em suas escolhas. O machismo e a violência contra a mulher, infelizmente existem. Estas são práticas, porém, que não representam o comportamento de todos os homens. Um homem de caráter, de princípios sólidos, não agiria assim. Um homem segundo o coração de Deus, que foi alcançado e liberto por Cristo, saberá honrar, respeitar e amar sua esposa como deve ser.

Moças cristãs e conservadoras que se preparam para o matrimônio, que vocês possam se empenhar em compreender a grandeza de tudo que Deus fez, e da forma como Ele fez. Preserve seu corpo e proteja seu coração de armadilhas e ciladas: saiba esperar para si um esposo que mereça tê-la por companheira, alguém digno de quem você é, não aceite menos que isso; e então, ser submissa será algo natural e belo de ser vivido.

Sejamos então mulheres agradáveis a Deus, valhamo-nos dos dons dados por Ele, a fim de sermos canal de bênção para nossa família; louvemos a Deus com nossas vidas, pois ser mulher é algo maravilhoso. Roguemos ao nosso Pai que nos capacite, e nos ensine a ser a mulher ideal. Aceitemos com abnegação, alegria e prazer a nossa missão. Exercer o papel que Deus nos delegou, não é um peso, mas sim, um enorme e lindo privilégio. Viva a feminilidade.

Marlene Notelio de Morais

¹ http://origemdapalavra.com.br/site/palavras/submissao/

² http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/c.asp?id=8548

³ http://belverede.blogspot.com.br/2009/08/efesios-522-submissao-da-mulher-no.html

 

 

Anúncios

13 comentários sobre “Submissão feminina: a Bíblia é machista?

  1. Muito bom. Deu para esclarecer muitas dúvidas. Parabéns. Partindo de você, só podemos esperar coisas boas. Abraços

    Curtir

    1. Olá Juliano, muito obrigada por comentar! Bem, este é o seu ponto de vista, mas não é um fato. Aqueles que leem a bíblia diariamente, e são seus estudiosos, são os mais aptos a dizer as ideias que este livro produz, e quais os ensinamentos são transmitidos. Jesus defendeu uma mulher de um apedrejamento que seria feito por uma sociedade, esta sim, machista. E Jesus é o maior exemplo a ser seguido. Tenho a bíblia como única regra de fé e prática, e como mulher, não me sinto em nada prejudicada ou perseguida. Muito ao contrário, me sinto muito amada por este Deus. Abraços.

      Curtir

    1. Olá Giulyanna, obrigada por comentar! Fico muito feliz que esteja gostando, tudo para a glória de Deus. Continue acompanhando nosso blog, em breve postaremos textos novos!

      Curtir

  2. Submissão significa: Obdiencia ,docilidade. E uma relação de patrão e empregado, não queira amenizar dizendo que sobre a mesma missão. e antes que eu esqueça, paulo errou quando disse que adão foi feito primeiro e depois eva, porque a propia biologia desmente esta mentira. o deus da biblia e deus criado, da imaginação doente dos homens.

    Curtir

    1. Olá Luciene, obrigada por comentar! Só a título de esclarecimento… O texto é direcionado principalmente para Cristãos, pois existem pessoas que creem na bíblia mas têm dúvida quanto a esta questão. Trata-se do que cremos e confessamos, um aspecto dentre tantos outros da nossa doutrina. Um aspecto, aliás, complexo e de difícil compreensão até mesmo para alguns leitores assíduos da bíblia. Se você não crê que a bíblia é a palavra de Deus, o debate à cerca do que Paulo quis dizer quando falou em submissão torna-se em vão. Uma vez que você considera que o Deus da bíblia, como dito, é um Deus inventado, então debater sobre seus ensinamentos é incoerente, posto que sua incredulidade na simples existência Dele desqualifica qualquer asserção. É um direito seu o de não crer, embora lamente profundamente que você ainda não O tenha conhecido, Ele é sim Deus, único e Soberano.

      Curtir

  3. Desculpa vir até sua página e debater seu texto. Quero fazer isso com todo respeito mesmo pensando diferente. Foi legal pesquisar a origem da palavra e com certeza faz sentido, mas a diferença é mínima nos significados. Se a mulher está em uma SUB MISSAO entao ela continua a ser inferior ao homem. Se em um relacionamento ela precisa edificar a “casa” enquanto o homem realiza a missao principal, se ela é apenas uma auxiliadora entao ainda assim, enxergo como inferior socialmente falando.
    A bíblia teve muitas traduções e muitas palavras ao serem traduzidas perderam o sentido.
    Também nao entendi o motivo da mudança do verbo a falar como o homem deve se referir a mulher. Deve amá-la enquanto a mulher deve se submeter ao marido. Essas mudanças verbais já denunciam a falta de igualdade no tratamento entre ambos por parte de quem escreve.
    Esse ideal de relacionamento aliás já exclui muitas pessoas, inclusive os cristaos, pois na ansia de seguir o que a bíblia diz quantos pais casaram forçadamente suas filhas no passado, fazendo-as infelizes?
    E quantas mulheres que sao solteiras e cristas que ficam a esperar por um marido como se a falta dele fosse o fim? E quantos homens homessexuais cristaos (sim, eles existem. O mundo é complexo), sofrem com suas condiçoes por nao ser o homem ideal que a Bíblia prega???
    E pq a bíblia tem a intençao de impor um comportamento? Se nao tiver dentro dos ideiais entao vc vai pro inferno? Mesmo que nao tenha condiçoes para realizar esse ideal?? Mas é preciso se arrepender dos pecados….pra um homossexual, como se arrepender de algo que nao se escolhe?
    Eu acredito em Deus sim, mas acredito que a essencia da bíblia se perdeu ao ser sistematizada da forma que foi e traduzida da mesma forma. Leio a bíblia sempre, e quanto mais eu leio, mais eu enxergo o quanto cristaos se perdem em suas palavras. O quanto ainda falta de reflexao sobre a vida para poder entender suas escrituras e identificar conceitos machistas nela intrínsecos.
    Os livros bíblicos foram considerados enviados dos céus né? Com esse argumento eles atam maos e pés de tantas pessoas e torna a bíblia inquestionável pra quem é cristao. Se somos dotadas de um cérebro para pensar, formular e refletir é inacreditável que nao possa ser questionada. Mas ela é sagrada, ok! Só que foi escrita na sua maioria por homens, homens que nao eram Jesus, homens que viviam em uma sociedade machista, homens que excluíram muitos livros de outras mulheres, por motivos que desconhecemos pq o vaticano nao fala sobre isso. Mas já existem muitos historiadores levantando essas questoes.
    Eu queria um livro de Maria Madalena, outro de Maria mae de Jesus que foram tao proximas a ele, mas temos tao pouco sobre elas, pq? Pq, se andavam com Jesus e os apóstolos por tantos lugares??
    Será que elas nao tinham nada a dizer??? Peço uma reflexao…

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá Bianca, tudo bem? Em primeiro lugar, muito obrigada pelo seu comentário. Não precisa se desculpar por debater, o mundo seria bem melhor se todos tivessem essa sua capacidade de discordar sem ofender… O debate quando realizado de maneira educada e respeitosa, é um exercício muito saudável para o nosso crescimento. Peço perdão pela demora em responder, eu geralmente respondo imediatamente. No entanto você me pediu uma reflexão e somente hoje tive como tirar um tempo para redigir.
      Você levantou em seu comentário questionamentos muito pertinentes e profundos, no que tange a fé Cristã. Você abordou aspectos primários da nossa fé, alguns pilares dela e tópicos que levam anos de estudo e aprendizagem da bíblia. Agradeço imensamente a oportunidade de responder e sinceramente te parabenizo pela capacidade crítica que demonstrou. Entenda, porém, que não consigo fazê-lo de maneira breve e em poucas linhas. Respondi ponto a ponto do seu questionamento e espero que tenha paciência para ler até o fim. Dada a extensão do assunto, deixei em um arquivo no seu e-mail. Forte abraço.

      Curtido por 1 pessoa

  4. Li o texto mas ainda assim não tem muito sentido. Se você partir do ponto de que a submissão da mulher tem outra interpretação em razão da cronologia logicamente vai abrir fissuras em outros também, como no caso dos homossexuais ou mesmo sobre os massacres em massa narrados no velho testamento.
    Toda a sua explicação é apenas uma tentativa falha de tentar suprir um defeito de um Deus que deveria ser justo, bom e perfeito. Se Deus molda os seus valores ao tempo dos homens logicamente ele não é imutável.

    Curtir

    1. Olá Flávia, muito obrigada por comentar! A interpretação não se dá pela cronologia, mas pela etimologia. Além, é claro, do contexto em que foi empregada. Deus não molda seus valores ao tempo dos homens, Ele é o mesmo e será eternamente. Cremos que Ele é imutável, como a bíblia ensina. O que muda do antigo para o novo testamento é a aliança. Com o sacrifício de Cristo passamos da velha para a nova aliança: da lei para a Graça. Mas isso é só um, dentre os vários aspectos da fé Cristã, e exige um profundo e contínuo estudo da Bíblia. O objetivo do texto é auxiliar mulheres Cristãs que queiram entender melhor a questão, pois é um assunto que gera muitas dúvidas no nosso meio. Para um não cristão, o debate à cerca das instruções de Paulo não faz sentido. É necessário crer em Deus, e crer que a Bíblia é a Sua palavra, para que isso tenha alguma aplicação pessoal.

      Curtir

    2. Olá Flávia, muito obrigada por comentar! A interpretação não se dá pela cronologia, mas pela etimologia. Além, é claro, do contexto em que foi empregada. Deus não molda seus valores ao tempo dos homens, Ele é o mesmo e será eternamente. Cremos que Ele é imutável, como a bíblia ensina. O que muda do antigo para o novo testamento é a aliança. Com o sacrifício de Cristo passamos da velha para a nova aliança: da lei para a Graça. Mas isso é só um, dentre os vários aspectos da fé Cristã, e exige um profundo e contínuo estudo da Bíblia. O objetivo do texto é auxiliar mulheres Cristãs que queiram entender melhor a questão, pois é um assunto que gera muitas dúvidas no nosso meio. Para um não cristão, o debate à cerca das instruções de Paulo não faz sentido. É necessário crer em Deus, e crer que a Bíblia é a Sua palavra, para que isso tenha alguma aplicação pessoal. Respeito seu direito de discordar, um abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s