A ridicularização das revolucionárias

Qualquer elevação a uma mulher de princípios nesses tempos é pedir para ser odiada. Mas quem tem medo de oposição aqui?                                                             E quem disse que uma mulher de princípios quer ser elevada? Essa conduta deixamos só para as carentes que precisam de tanta atenção a ponto de se expor ao vexame. Uma mulher de princípios não tem medo de viver nos bastidores, servindo, gerando um ambiente agradável e propício… Uma mulher que sabe o valor que tem jamais irá se incomodar em ser uma dona de casa, mesmo que esse venha ser o seu único título. E isso impressiona, choca e perturba a muitos. Mas o impressionante mesmo é a falta de resposta ao tentar entender que mal essas mulheres causam à sociedade e porque incomodam tanto.

Quando solteira, ela optou pela decência, estudou e viu a virtude de ser solteira aprendendo e se preparando para ser uma mulher honrada. Não se deixou levar pela imoralidade e usou a liberdade para fazer o bem e aprender o que realmente edifica. Não viu virtude nos movimentos feministas por não acrescentar nada a vida dela e a sua luta era pela vida, moral e bons costumes e manifestou essa luta apenas sendo ela mesma.

Então ela escolheu cuidar do lar, o âmbito mais sagrado e confortável que o ser humano poderia ter na terra. Um lugar para retornar, um descanso para pés cansados, um lugar dela, onde pode ser o que é sem carga alguma. Ela escolheu gerar filhos e cuidar bem deles para que sejam cidadãos do bem e de bom caráter. Ela deu um lar de bons ensinos para os filhos, deu estrutura e gerou paz para os que se abrigaram naquele lar e isso contribuiu para o crescimento de todos. E os que tiveram e tem um lar sabe a diferença que isso faz.

Foi um revoltado a menos que gerou um vândalo a menos. Foi um divórcio a menos que gerou marcas a menos… Definitivamente as atribuições de uma mulher de princípios são incríveis e não há motivos para se sentir menor e ofendida. Então porque ridicularizaram tanto a mulher de princípios bíblicos e o propósito de Deus ao criar a mulher? Que mal ela faz à sociedade? Que motivos temos para dizer que esses princípios são machistas e opressores?

Essas mulheres revolucionaram o mundo criando os melhores filhos e fazendo deles homens e mulheres de bem. E são plenas ao ponto de verem reconhecimento dessa grandeza fazendo o bem para quem elas tanto amam. Mulheres plenas não precisam de holofotes.

Sim, elas lavam, passam, cozinham, educam, são amantes, dão e sentem prazer até mesmo em dias de tormentos. Não, elas não queimam sutiens, não vão à praças com seios à mostra, não se sentem oprimidas pelo sexo masculino, não se ofendem com a autoridade ou autoritarismo dos homens, não brigam por isso por que sabe quem são e do seu valor…são heroínas de verdade sendo ridicularizadas pelo ridículo.

Portanto, deem birra o quanto quiser… a seus olhos pode parecer feio,  careta, brega, aprisionado, retrógrado…mas a verdade é que o papel da mulher é lindo, grande, árduo (sim), protege a nós mulheres e a sociedade do mal imoral, dos sacos de cimento e de tudo mais que não foi criado para nós seres delicados(risos).

Vamos conservar !!!

Forte abraço e LEVANTE-SE MENINA

 

Anúncios

11 comentários sobre “A ridicularização das revolucionárias

  1. Sim, meu total respeito à mulher que optou por ser essa que citou no texto, mas o feminismo me permite ser a revolucionária e é desse direito que eu não abro mão.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá Anne
      Obrigada por seu comentário.
      Então vamos falar de revolucionar. O texto fala sobre uma revolução de fato e não de teorias ou ilusões. Estamos aqui falando de mulheres, que como VC disse, optou por revolucionar vidas de seres humanos de forma profunda, sensível, genuína e útil.
      Mas VC poderia citar aqui revoluções uteis para os seres humanos realizadas pelo movimento feminista?
      Forte abraço

      Curtido por 1 pessoa

  2. O feminismo te permite a ser revolucionária?????
    Mostrar os seios, ficar pelada, introduzir crucifixo no ânus, cuspir em fotos de deputados, apoiar o aborto, desejar estupro para as mulheres que não compactuam ideias semelhante à esse movimento é revolucionar?
    Que revolução!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Natália
      Obrigada por seu comentário.
      Certamente esses atos são lamentáveis! Mas já sei que respondem sempre afirmando que não sabemos a diferença entre feminismo e femismo. Mas mesmo fora do femismo as feministas lutam por uma “igualdade” que na verdade quem sai perdendo somos nós mulheres. Somos seres diferentes, nem maior, nem menor, mas com papéis diferentes.
      Forte abraço

      Curtir

  3. Olá .
    Achei interessante a pergunta que você fez a nossa amiga Anne , peço licença para responder .
    Primeiramente quero deixar claro que não concordo com as formas que o movimento feminista se manifesta , mas acho errado dizer que o pensamento revolucionário para as mulheres não mudam em nada .
    Vou citar algumas mudanças que trouxeram para as mulheres .
    • Em 2001 o assédio sexual no trabalho passou a ser crime .
    Percebi seu apoio às mulheres donas de casa , mas e as que resolvem ,ou por necessidade ,tem que sair pra trabalhar ? Acho que elas têm o direito de trabalhar sem sofrer assédio , não é mesmo?
    • Em 1932 foi criado o decreto que deu as mulheres o direito de voto .
    Sabemos que todo cidadão tem a resposabidade de votar , então antes as mulheres não eram consideradas cidadãos . Mas se fazemos parte de uma sociedade , temos capacidade de pensar e ter opinião , por qual motivo não poderíamos ser cidadãos ?
    Lei Maria da penha esse ano completa 10 anos que vem ajudando e protegendo mulheres de agressão dos maridos , e isso é muito importante afinal de contas muitas mulheres morrem por agressão , ou tem problemas psicológicos até mesmo por agressão verbal , tenho 2 casos na minha família e sei o como a mulher sofre . Acompanho o blog e acho errado a maneira que se refere a esse assunto de forma como ” infelizmente acontece ” uma pessoa influente ainda mais com um blogs para o público feminino deveria orientar suas leitoras a denunciar esse crime , que de 10 anos pra cá é considerado um crime gravíssimo .
    Como já deveria ser a anos né .
    Enfim , percebemos o carácter feminista em cada uma dessas coisas que citei , entre várias outras que não falei , feminismo é isso , querer melhorar a vida das mulheres e aumentar seus direitos de escolhas de vida . Não se deve julgar como feminismo aquele movimento estupido das ruas , feminismo é defender as mulheres mundo a fora de coisas que elas não deveriam nem se quer sofrer .
    E isso é essencial pra mim e pra você , repense seu modo de falar do feminismo , olha em volta e veja as mudanças tão próximas da gente .
    Fique na paz .

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá Abiqueila, obrigada por seu comentário!
      Noto que VC é muito inteligente. Mas seu comentário da a entender que VC não é muito boa em interpretação de texto. O texto fala exatamente sobre o preconceito que essas mulheres sofrem ao serem ridicularizadas a cada comentário sobre elas e não sobre o feminismo. A propósito, eu também trabalho, preciso trabalhar e me dobrar pra cuidar de casa, a luta pelos direitos iguais conquistou esse peso pra mim sem que eu desejasse por isso.
      Quantos aos decretos e as leis, essas revoluções que não foram conquistadas pelo feminismo e sim pelo povo, mostra um equivoco seu. Se fosse assim eu deveria uma certa devoção ao movimento ou aos partidos ou ao Fernando Henrique Cardoso, por exemplo, que assinou a lei do assédio sexual. Ou talvez ao Dr. Cesar Zama que foi o verdadeiro conquistador do voto feminino.
      Repetindo, o texto fala sobre o grande valor dessas mulheres do lar e de como elas sofrem preconceito e não do feminismo (talvez por isso ele incomodou a muitas), e definitivamente o feminismo não é por mim, eu não preciso dele e ele não é pela vida, por isso não vou aceitar seu convite para repensar meu modo de falar de algo que nem falei AINDA.
      forte abraço!

      Curtir

  4. Oi, amei o texto muito útil e verdadeiro, gostaria de deixar aqui minha admiração por mulheres que pensam como você, penso que realmente às maiores revoluções das mulheres está em ser Esposa, Mãe e Dona de Casa, pois é onde ela tem a chance de transformar o mundo, transformando casamentos e muitas vezes moldando o marido incentivando-o a ser um Homem melhor, criando filhos e filhas de caráter, integridade e o melhor, sem mimimi.. rsrsrss.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Ótimo texto, por mais que eu tenha sido uma adolescente criada nos padrões cristã, tive momentos de “rebeldia” hoje agradeço a criação que tive, pois tenho direitos e esse inclui ficar em casa e cuidar dos meus filhos e do meu marido, tenho também muito a agradecer a criação que meu marido teve, pois ele é o machista que me permite isso. Se eu queria participar desses movimentos que se dizem a favor da mulher? Nunca tive vontade , para mim eles ridicularizam o ideal que tenho de vida.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Marcela
      Que linda! Que mulheres como Vc possa mostrar a cara e ser um exemplo para gerações futuras. Me alegro muito com isso! Obrigada pelo comentário. Deus abençoe sua vida.
      Forte abraço

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s